Novidades

Como usar a proteína de soja em substituição à carne

27NOV

Já se foi a época em que quando se pensava em vegetariano a relação era direta com a proteína de soja para substituir a carne.

Em consequência deste mito os pratos ficavam muito limitados ao uso da proteína de soja.

O lado bom é que também muitos pratos saborosos foram criados com a soja.

Em primeiro lugar vamos explicar quais são os benefícios da proteína de soja.

A proteína de soja foi desenvolvida com uma empresa agrícola em meados dos anos 60.

Desenvolvida com o objetivo de ter um produto de alto valor proteico e baixo custo, ela á produzida através de um tratamento térmico que causa ações bioquímicas no alimento, desta forma retira todo o líquido e assim concentra os nutrientes.

A proteína de soja texturizada (PVT) possui mais proteínas que a carne, por este motivo é um excelente substituto para quem quer deixar de consumir produtos de origem animal.

proteína de soja média sobre um prato branco
Proteína de soja média do Empório Pavanelo

Segundo o site da URFGS (Universidade Federal do Rio Grande do sul): “ Em 100g de amostra (em base seca), a soja contém em média 40g de proteínas, 30g de carboidratos, 20g de lipídios, 230mg de cálcio, 580mg de fósforo e 9,4mg de ferro.”

Por isso é um excelente alimento para ser colocado a mesa.

Para preparar a soja texturizada é muito simples, basta hidrata-la com água, você pode colocar já na água da hidratação temperos como sal, cebola, cebolinha.

Desta forma, no pré-preparo você já traz mais sabor ao alimento.

Após a hidratação, basta tirar o excesso de água apertando bem a soja texturizada e usa-la como se fosse carne, porque quanto menos água ela tiver melhor ficará o prato.

Assim você usa em molhos, strogonoffs, hambúrguers, almôndegas e onde mais sua criatividade permitir.

Qual a recomendação diária de uso de sal.

19NOV

O sal é um alimento fundamental para nosso corpo porque possui sais minerais essenciais para nossa saúde. Mas você sabe qual a recomendação diária de uso de sal?

Segundo a OMS – Organização Mundial da Saúde, recomenda-separa um indivíduo saudável o consumo diário de 5g de sal.

Para pessoas com hipertensão a conversa é outra, pois o consumo exagerado de sal pode, por consequência, aumentar a pressão arterial.

Para hipertensos, dependendo da gravidade deve-se eliminar a totalidade do uso do sal.

Você sabe o quanto representa 5g de sal? Cada grama de sal é equivalente a uma colher rasa de café, aquela menorzinha que temos em casa.

Nem parece tanto sal assim, né? Tranquilo para controlar? Isso seria uma verdade se além disso não consumíssemos nenhum produto industrializado.

A base de conservação de muitos alimentos é o sal, e nem notamos isso quando vem escrito na embalagem: “sem conservantes artificiais”, mas apreender a ler rotulo é fundamental. 

Outro fator importante e anotar quanto compra de sal por mês.

Leia a nossa matéria que fala sobre como ler rótulos, clique aqui.

Provavelmente se calculássemos, por cima, a quantidade de sal vezes o número de pessoas em uma casa teríamos uma ideia de quanto sal precisaríamos.

Vamos fazer os cálculos: para uma família de 4 pessoas saudáveis, 4 pessoas x 5g = 20g de sal por dia. 20g de sal x 30 dias = 600g de sal por mês. Assim teremos um consumo mensal de menos de 1kg de sal por mês.

Lembrando que não consumiríamos nada industrializado neste período.